Destaque da Semana

~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~
28/05/10

Fonte
.

Por que alguns autores gostam de criar histórias ou escrever textos que provocam polêmica? Esse fato pode ser registrado desde muito tempo, principalmente desde a época da inquisição, onde havia caça às bruxas, passando pela ciência (ou o que ela sugere), envolvendo discriminação racial, política e principalmente a religião ou crença. Isso se dá principalmente em relação a época que foram publicados os livros e a ousadia de cada autor. Muitas dessas obras, que tão logo lançadas levantou polêmicas e discussões, algum tempo depois serviram de inspiração e embasamento para realizar os acontecimentos mais pungentes da história, outras vezes, causaram morte ou sofrimento pelas idéias ali escritas.

Vejamos alguns:

1884 - Um livro polêmico por muitos anos, o romance de Twain mostra um contraste entre os sonhos de infância e indulgente flagrante realidade cruel, trazendo os temas da igualdade, justiça e direitos humanos. Neste livro, Huck finge sua própria morte para fugir para o rio. Lá ele encontra um escravo fugido chamado Jim. Juntos, eles buscam a libertação e os testes de sua jornada em cada turno. Enquanto Huck espera voltar a uma vida despreocupada, Jim olha para a liberdade pessoal, ele nunca conheceu. Com a entrada de Tom Sawyer, Huck enfrenta um dilema de se voltar para casa ou arriscar a vida para ajudar Jim alcançar a liberdade. Porque a palavra "nigger" aparece mais de 200 vezes no livro e que foi percebida como racial, que inicialmente causou muita controvérsia, especialmente no século 20. Este livro também foi criticado por sua linguagem grosseira. Earnest Hemingway, no entanto, chamou de "o melhor livro que já tivemos."

1932 - Publicado em 1932, Brave New World de Aldous Huxley é o seu romance mais popular, embora não possa ter sido o seu mais importante. Era frequentemente contestadas com a proibição tentativas, e ainda é considerada controversa. O leitor é arrastado para a visão de Huxley de um futuro baseado na ciência e tecnologia. O romance retrata drogas, sexualidade e suicídio e revela desdém de Huxley para a cultura dos Estados Unidos. Um grupo de pais tentaram obter o livro proibido, porque sentia que havia uma ênfase excessiva da negatividade.
 
 
 
 
1951 - Esta novela foi superando o New York Times lista de best-seller quase imediatamente após a libertação, em 1951. Salinger Catcher In The Rye é um relato de três dias na vida de um rapaz de 16 anos de idade. Foi originalmente concebido para adultos, mas acabou se tornando uma parte do currículo de muitas escolas e faculdades. Ele também foi traduzido para muitas línguas. Houve muitas controvérsias por várias razões, tais como a representação da sexualidade e da angústia adolescente, o uso de palavrões, o sentimento anti-branco, ea violência excessiva. Holden Caulfield, o protagonista, tornou-se um ícone de rebeldia e revolta. Na verdade, Mark David Chapman, que matou John Lennon em 1980, já o livro como o seu motivo para fazê-lo.

1995 - Lolita de Nabokov causou uma tempestade de controvérsia quando foi publicado em 1955 na França, e as controvérsias assombra o livro desde então. Este romance explora a mente de um pedófilo chamado Humbert Humbert, que narra sua vida e obsessão por ninfetas como o "12-year-old Dolores Haze". Foi proibido na França, o Reino Unido, Nova Zelândia, África do Sul e Argentina. Mas na América, foi um enorme sucesso e é considerado o primeiro livro desde Gone With The Wind ter vendido 100 mil cópias nas primeiras três semanas.

1989 - Este livro de Salman Rushdie gerou controvérsias por causa da abundância de tema polêmico que tocava. O título, "Os Versos Satânicos, refere-se a um incidente que é disputada entre fato e ficção. Alguns chamaram-lhe um tratamento blasfemo da fé islâmica como Rushdie refere-se ao profeta Maomé como Mahound, que é o nome medieval para o diabo. No Paquistão, houve motins em 1989 sobre o livro, onde algumas pessoas foram mortas, e muitos foram feridos na Índia. Apesar de Rushdie emitir um pedido de desculpas, o líder espiritual iraniano aiatolá Khomeini condenou o autor ao público, e chegou ao ponto de colocar uma recompensa de US $ 1 milhão por morte do autor, que o aumento de US $ 3 milhões se o assassino era iraniano. Mesmo ameaçado funcionários venezuelanos de 15 meses de prisão para quem pertence ou mesmo ler o livro. O Japão impôs uma multa a alguém vendendo a edição de Inglês e de um tradutor japonês foi dito ser esfaqueado até à morte por envolvimento com o livro. principais livrarias E.U. removido este livro das prateleiras porque recebeu ameaças de morte. Rushdie viveu em esconder-se por quase uma década. Essa foi a animosidade para com o livro, e de uma forma que torna ainda mais atraente.

2003 - Outro livro cercado por controvérsias desde a sua publicação é O Código Da Vinci por Dan Brown. O livro faz um relato ficcional de personagens revelando uma verdade escondida pela Igreja Católica por séculos, incluindo a divindade de Cristo, o celibato ea possibilidade de uma herança genética. A maioria das denúncias contra o livro são devido à especulação e deturpação da história da Igreja Católica Romana e do questionamento dos princípios básicos do cristianismo. O livro também foi criticado por descrição imprecisa de história, geografia, arte européia e arquitetura.
"A caixa preta de Darwin", de Michael J. Behe, causou polêmica ao argumentar na contramão dos aspectos das teorias de Darwin e por promover ataques fundamentalistas contra a ciência. Sustenta que a presença de muitos sistemas bioquímicos indicam que são resultado de um desenho inteligente e não de um processo evolutivo.

"Manifesto do partido comunista", um livro escrito por Karl Marx e Federico Engels que criou tremenda controvérsia por ser considerado o texto mais malicioso jamais escrito para o setor rico da população. Alguns dos princípios que se encontram no manifesto são a abolição da propriedade privada da terra, o confisco da propriedade dos imigrantes, os fortes impostos e a abolição da herança.

"Os protocolos dos sábios de Sião", escrito por M.E Jovin. Trata-se de um livro de propaganda destinada a incitar o ódio racial. É um folheto que descreve um complô dos judeus e da maçonaria para governar o mundo. Apesar do folheto ser um engano, estendeu-se por todo mundo e muita gente acredita que é verdadeiro. Hitler utilizou-o para matar judeus nos campos de extermínio e foi largamente usado após a Revolução Russa para perpetrar o ódio e a violência contra os judeus.

"Meu Filho Meu Tesouro", escrito por Benjamin Spock, é um dos livros de não ficção mais lidos do mundo. Esta obra causou muita discussão pelo fato de aconselhar as mães a recostarem os bebês bruços. Spock achava que se as crianças ficassem apoiadas sobre suas costas podiam-se afogar em seu próprio vômito. Os cientistas mais tarde finalmente comprovaram que o assessoramento de Spock, na realidade, conduzia a mais mortes por asfixia.

"Democracia e educação", livro escrito por Jonh Deway, que poderia ser considerado como o anti-manifesto da educação clássica, dando início à fundação da corrente filosófica do pragmatismo uma escola do pensamento que propõe que a verdade pode ser construída e que pode ser mudada.

"Eixo da civilização" escrito por Margaret Sanger. Este livro prega a eugenesia (controle da raça humana pela criação seletiva) e a pureza racial (3 anos antes de que Hitler fizesse o mesmo no Mein Kampf). A base de seu apoio à anticoncepção devia-se inteiramente a sua crença de que os seres humanos inferiores deviam ser sacrificados para permitir que uma raça superior aparecesse com o tempo.

"Mein Kampf" livro escrito por Adolf Hitler. Neste livro ele descreveu seu plano racista para uma nova Alemanha, o qual incluía o assassinato em massa dos judeus e uma guerra contra França e Rússia que marcaria o espaço vital para os alemães. Ainda que reconhecem que estes planos não estão escritos de maneira explícita. No momento de sua publicação o livro foi amplamente ignorado, mas quando Hitler subiu ao poder a história mudou. Acreditam que teve mais de 10 milhões de exemplares em circulação, em 1945. O texto é amplamente influenciado por The Crowd: um estudo da mente escrito por Gustave Le Bon, quem sugere a propaganda como um meio para controlar o comportamento irracional das massas.

"O príncipe" livro escrito por Maquiavel cujas palavras foram inspiração para várias tiranias. É um tratado destinado aos governantes que tinham ultrapassado todos os escrúpulos, que tem papel crucial na construção do conceito de Estado como modernamente conhecemos. Maquiavel esperava iniciar uma revolução no coração de seus leitores e conseguiu. Algumas das pessoas inspiradas por este livro foram Stalin, Hitler e Mussolini.

"Adolescência, sexo e cultura em Samoa" escrito por Margaret Mead. Este livro resultou ser uma expressão de suas próprias dúvidas sexuais. Mead era uma antropóloga cultural estadunidense que viajou a Samoa para responder às perguntas sobre a sexualidade que se propunham nos Estados Unidos na década de 1920 -em particular com referência às mulheres-. Infelizmente para Mead, os jovens que entrevistou em Samoa narraram contos selvagens de promiscuidade sexual e Mead aceitou todos como um fato real. Uma das garotas entrevistadas disse mais tarde ao ser entrevistada: - "Ela não devia ter levado tão a sério, era só uma piada. Como vocês sabem, as meninas de Samoa adoram uma brincadeira".

"Malleus Maleficarum" escrito por dois monges inquisidores, Heinrich Kramer e Jacob Sprenger, é uma espécie de manual de diagnóstico para bruxas que foi largamente usado na idade média. Os autores ensinavam a reconhecer as bruxas em seus múltiplos disfarces e atitudes; expunham todos os tipos de malefícios causados por elas; e regravam as formalidades para agir legalmente contra as bruxas, demonstrando como inquiri-las e condená-las (queimá-las).

2

2 leitores:

  • Anônimo on sábado, maio 29, 2010 2:44:00 PM

    Muito bem feita essa lista,gostei!

  • Tathy on segunda-feira, maio 31, 2010 1:21:00 PM

    Oi amiga, tudo bem?
    Sinto saudades de vc!
    E vc nunca passa no meu blog né? :(

    Bjinhus
    Te adoro!

  • Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

    Divulgue

    Divulgue

    Seguidores

    Ganhamos

    Ganhamos
    Clique na figura e saiba mais.

    Prefiro histórias de: