Destaque da Semana

~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~
01/03/10

Fonte: trechos salteados de vários sites.

José Mindlin, ex-presidente da Metal Leve e mais famoso bibliófilo do país, faleceu neste domingo (27/02), em São Paulo. Aos 95 anos, o empresário estava internado há um mês no Hospital Albert Einstein. José Ephim Mindlin nasceu em 8 de setembro de 1914. Formado em direito pela Universidade de São Paulo, em 1950 fundou a Metal Leve S/A. Mindlin era um apaixonado por livros e ocupava a cadeira 29 da Academia Brasileira de Letras (ABL). Aos 13 anos começou a formar sua biblioteca, que chegou a ser a a maior coleção particular de livros do Brasil. Em junho de 2009 doou parte de seu acervo para a biblioteca da USP, transformando-a na a biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin. Ficou conhecido por ser dono de uma das maiores bibliotecas do país: seu acervo tinha cerca de 40 mil volumes. Ele passou a ser lembrado por causa de uma profissão rara: bibliófilo ("amor aos livros", em grego), ou seja, colecionador de publicações, incluindo obras raras, como a primeira edição de "Grande Sertão, veredas", de Guimarães Rosa. O Mindlin tem um zelo pela memória dos livros impressionante. Ele não cuida apenas de seus exemplares. Ele cuida da compreensão e da história de cada volume. Cada livro que é incorporado à sua biblioteca não é apenas mais um livro. Ele faz uma análise crítica, pelo ponto de vista da edição e do trabalho histórico. Em alguns livros, Mindlin colocou o ex-libris elaborado por sua filha: “Le ne fan riem sam”, que, em português, significa “Não faço nada sem alegria”. Uma frase que explica o bom humor, a espontaneidade e a simpatia com que trata funcionários e amigos. Lançou o livro "Uma vida entre livros - reencontros com o tempo e memórias esparsas de uma biblioteca" e lançou um CD de poesia. Ele também exerceu as funções de advogado, empresário e diretor-geral da "TV Cultura", na década de 1970. Naquela ocasião, intercedeu a favor da família do jornalista Vladimir Herzog, morto sob tortura pela polícia política do regime militar. Em nota, o presidente da ABL, Marcos Vilaça, expressou seu pesar com a perda do colega e amigo: "era um emblema do livro, tinha com ele uma relação orgânica". O governador de São Paulo, José Serra, decretou luto oficial de três dias no estado.

Veja o vídeo da biblioteca montada por ele:


Frases de Mindlin:

"A leitura é o interesse central da minha vida"
"Eu tinha 15 anos quando descobri que os livreiros da Praça da Sé praticamente não se falavam. Andando por lá, percebi que um livro de cinco mil réis num sebo era vendido por 50 mil réis em outro. E vice-versa. Pois bem, comprava um de cinco mil réis numa livraria, vendia por 50 na outra, mas, em vez de dinheiro, pegava créditos e trocava em livros."
"O vírus do amor ao livro é um vírus que faz se sentir bem, ao invés de se sentir mal, como os outros fazem. E, além disso, é incurável: quem pega esse vírus vai gostar da leitura e dos livros pelo resto da vida, como aconteceu comigo."
“Não me sinto um ancião. Tenho muitas atividades, sou interessado pelas coisas”
Fique com Deus. Meu coração realmente sente...

0

0 leitores:

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Divulgue

Divulgue

Seguidores

Ganhamos

Ganhamos
Clique na figura e saiba mais.

Prefiro histórias de: